Rate this post

O QUE É A DERMATITE ATÓPICA
A dermatite atópica é uma doença crônica que causa inflamação na pele, resultando em lesões avermelhadas que apresentam crostas, coçam, descamam e às vezes ficam úmidas. Geralmente, afeta indivíduos com história pessoal ou familiar de asma, rinite alérgica ou dermatite atópica. Apesar de poder ter causas genéticas, a dermatite atópica não é transmissível.

QUEM ESTÁ MAIS PROPENSO A TER
A dermatite atópica pode atingir indivíduos de qualquer idade, sendo mais comum em crianças, pois, normalmente, tem seu início nessa fase da vida. Em geral, a doença desaparece após a adolescência, mas também pode persistir e até piorar. Pacientes com alergia a pólen, mofo, ácaros ou animais e que apresentam pele seca também são mais propensos a desenvolver a doença.

Nos bebês, as lesões se apresentam na face e nas superfícies externas dos braços e pernas, já em crianças mais velhas e adultos essas lesões aparecem principalmente nas dobras do corpo, como as dos joelhos, dos cotovelos e pescoço (exatamente o caso do Leo). Em casos mais graves, as lesões podem acometer grande parte da superfície do corpo.

CAUSAS DA DOENÇA
A causa dessa doença ainda é desconhecida. Inicialmente era relacionada a outras atopias, como rinite alérgica, asma e alergia alimentar, por apresentar reação da pele com substâncias irritantes. Entretanto, estudos recentes comprovam que ela pode surgir por um defeito genético em uma proteína da pele, além de existir um fator hereditário.

PREVENÇÃO
Não é possível evitar o surgimento da dermatite atópica, pois geralmente ela aparece através de fatores genéticos. Porém, pode-se prevenir o aparecimento das crises, mantendo a pele bem hidratada e evitando os agentes causadores. Alguns especialistas também sugerem que o leite de vaca e ovos influenciam no aparecimento da doença.

CAUSAS DAS CRISES:
Uso de sabonetes antibacterianos;
Banhos quentes;
Banhos de mar ou piscina;
Ácaros, pólen ou poeira;
Calor, suor e ambientes secos;
Tecidos das roupas;
Uso de detergentes e sabão de lavar roupas muito concentrado;
Germes, fungos ou bactérias;
Alergia a alguns alimentos.
Emoções fortes como estresse e ansiedade;
Mudanças bruscas na temperatura;
Exposição a certos agentes irritantes, como químicos, soluções de limpeza, poeira, areia ou fumaça de cigarro.

Uma forma de descobrir o que causa o seu quadro é anotar tudo o que fez e usou no dia anterior ao aparecimento da dermatite.

TRATAMENTO
Como a maior parte das doenças alérgicas, a dermatite atópica não tem cura, porém existe a possibilidade de desaparecer com a idade. Com tratamento, seus sintomas podem ser controlados. Em cada paciente existe um ou mais fatores que desencadeiam as crises e, quando o indivíduo entra em contato com o agente causador do seu quadro, a doença se manifesta. Por isso, é necessário identificar a causa da crise, a fim de evitar reincidências.

Para controlar os sintomas, o ideal é que o tratamento seja administrado em conjunto com o pediatra da criança e um médico dermatologista, pois pode haver demora de alguns meses para encontrar a forma de tratamento mais eficaz para o paciente.

Inicialmente, o tratamento feito é para hidratar a pele, deixando-a mais saudável. Começa-se mudando a água do banho de quente para morna, se possível mais para fria e também evitando o uso de sabonetes sobre as lesões (o uso de sabonetes é indicado apenas para partes do corpo como pés, mãos e áreas íntimas nos momentos de crise).

Depois, indica-se a aplicação de cremes emolientes e hidratantes concentrados, no mínimo 2 vezes ao dia. E o ideal é que isso seja feito após o banho, já que a pele está naturalmente hidratada e o hidradante aplicado ajudará a segurar a água que a pele contém.

Quando este tratamento não se demonstra eficaz, o médico pode optar por outras formas de tratar, como:

Cremes corticoides
Cremes para reparação da pele:
Remédios para alergia
Fototerapia (em casos muito raros)

Para receber aviso de vídeos novos, ative o alerta de notificações (clicando no sininho).

Confira outros vídeos que você irá curtir:

ACNE NEONATAL:

COMO TRATAR A BROTOEJA:

CROSTA LÁCTEA – CASPA OU CASQUINHA NA CABEÇA DO BEBÊ:

COMO HIGIENIZAR AS MÃOS:

10 DICAS PARA AUMENTAR A IMUNIDADE:

https://www.macetesdemae.com/
https://www.facebook.com/macetesdemae/
https://www.instagram.com/macetesdemae/

https://br.pinterest.com/macetesdemae/

Produção:
https://www.laranjaazul.com.br/

Maquiagem:
@nanyferreiramakeup

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>